Fonoaudiologia é a área de saúde que trabalha com diferentes aspectos da comunicação humana (linguagem oral e escrita, fala, voz, audição) e com as funções responsáveis pela deglutição, respiração, mastigação e equilíbrio. A avaliação e exames específicos direcionam para a necessidade de orientação, prevenção ou terapia (reabilitação).

Tratamentos oferecidos pela InterOtos:

TERAPIA FONOAUDIOLÓGICA – estratégias e exercícios selecionados abordam as dificuldades e necessidades específicas de cada paciente (alterações na voz, trocas na fala ou na escrita, diminuição de tônus da musculatura orofacial, alteração na deglutição e na mastigação, respiração pela boca, entre outros).

REABILITAÇÃO DA VOZ – Processo de avaliação, reabilitação e aperfeiçoamento vocal. O tratamento envolve a identificação dos fatores que podem originar ou manter a alteração vocal (por exemplo um comportamento vocal fonotraumático) e a promoção do ajuste fonatório e ressonantal. O objetivo final da reabilitação é tornar a comunicação oral mais efetiva.

REABILITAÇÃO VESTIBULAR (LABIRÍNTICA) – Exercícios personalizados para o equilíbrio, que através da repetição, levam a compensação vestibular, diminuindo ou sanando as queixas de tontura.

MANOBRA PARA REPOSIÇÃO DOS OTÓLITOS – Manobras utilizadas em casos específicos de vertigens posturais (VPPB), diminuindo ou sanando as queixas de tontura.

 

Exames disponíveis:

A Audiometria Tonal e Vocal é um dos exames básicos para avaliação das diversos doenças relacionadas ao ouvido e função auditiva. A audiometria tonal especificamente serve para avaliar a menor intensidade de som que um indivíduo consegue escutar nas diferentes frequências testadas. No caso da audiometria vocal, é avaliada a porcentagem de acertos das palavras monossílabas.
A Audiometria Tonal Infantil é um exame usado para identificação de qual é a menor intensidade de som que a criança consegue escutar nas diferentes frequências testadas. Consiste em um exame primordial na avaliação auditiva de crianças com mais de 3 anos.
O exame de Impedânciometria é usado como complemento da audiometria para auxiliar a identificação de disfunções da orelha média como por exemplo otite média secretora ou retrações timpânicas.
O exame otoneurológico completo é usado na avaliação da função do labirinto do paciente. Além de detalhar informações importantes sobre como o labirinto responde em diferentes situações, também inclui avaliação audiométrica já que a função auditiva faz parte do sistema vestibular e do equilíbrio.